Quando decidimos colocar um piercing, devemos pensar bem em qual estúdio será feito, em que parte do corpo e que tipo de material será utilizado. Quando falamos de um lugar diferente, o cuidado deve ser redobrado. São comuns perguntas como: “A minha pele pode rejeitar o material?”, “Os cuidados são diferentes?”, “Dói mais?” 

piercing-no-dedo.jpg

Os piercings nas mãos viraram comuns e com isso surgiu a ideia dos dedos. Porém o corpo apresenta um alto índice de rejeição, isso porque a mão é a parte do corpo que mais movimentamos e necessita de regeneração frequente, conforme as camadas se refazem o piercing vai saindo.




O piercing nos dedos é feito superficialmente e os tipo indicados são o microdermal e o surface. A característica do primeiro é ser de um ponto só, sua cicatrização demora 3 meses, metade do tempo de um transdermal (piercing comum).

O surface é um piercing próprio para superfícies, porém tem um índice de rejeição maior, precisa ser colocado por especialistas e não pode ser retirado sozinho, possui um ângulo de 90 graus, semelhante a um grampo invertido e seu metal é mais flexível. 

Os riscos de colocar piercing no dedo são grandes, por ser um local sempre em movimento e possuir mais ossos e articulações o risco de inflamação aumenta, para que isso não aconteça é necessário uma higienização diária. 


_______________________________________________________________________
Fonte:Texto arte no corpo Foto:Google