Barrada no ‘Encontro com Fátima’, fã tatuada alega preconceito

Assessoria de imprensa da TV Globo se defende e afirma que Ana Paula e o marido foram impedidos de entrar devido à lotação do estúdio do programa

O casal Ana Paula Costa e Tiago Marques da Silva, que alega ter sido impedido de acompanhar gravação do programa ‘Encontro com Fátima’ pelo excesso de tatuagens que possuem no corpo. No detalhe, o rosto da cantora Ana Carolina estampado na perna da garota
O início da semana era promissor: fã incondicional da cantora Ana Carolina, a comerciante Ana Paula Costa, mais conhecida pelos amigos e nas redes sociais como “Totolinha”, acordou bem cedo, “matou” o dia de trabalho em sua “loja de acessórios alternativos”, como define, e rumou para Curicica, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde fica a Central Globo de Produção, o Projac. A missão do dia seria acompanhar de perto a cantora em sua participação matinal no programa Encontro com Fátima Bernardes, nesta segunda-feira (1º).
O parágrafo na condicional encontra explicação no fato de que Totolinha, que foi ao Projac acompanhada do marido, Tiago Marques da Silva, não foi autorizada a entrar no estúdio onde o programa é transmitido ao vivo, e não conseguiu ver de perto a cantora, cuja imagem estampa seu corpo em uma tatuagem – uma das dezenas que possui. Barrados de última hora, eles alegam preconceito por parte da emissora, que, “por ordens superiores”, não os deixou participar desta edição.
“Eu nem consegui dormir direito essa noite de tão ansiosa”, relatou a fã, que contou ainda uma conversa que ela e o marido tiveram com um produtor não identificado do Encontro, que explicou da seguinte forma, segundo ela, o motivo da não-liberação: “estou sendo o lobo mau e dando a notícia. Por ordens superiores, não posso deixar vocês entrarem”.
“Eu nem queria aparecer, só queria ver a Ana (Carolina) de perto. Com certeza fomos vítima de preconceito. Um preconceito absurdo”, completou a comerciante, afirmando também ter seguido todos os trâmites de quem integra uma plateia: nome na lista de participantes, chegar no horário determinado pela produção, conseguir entrar e pegar a van até o estúdio e até guardar seus pertences nos armários destinados aos convidados.
“Andamos pelo Projac e nos avisaram que tínhamos que guardar a bolsa, e tudo o mais. Falaram que meu marido tinha que trocar a blusa, porque tinha propaganda, fomos tratados super bem até aí. Tiramos fotos, foi engraçado”, relembrou sobre o fato de terem chamado a atenção até dos profissionais que trabalham na emissora. “Todo mundo quis tirar foto com a gente”, lembrou o marido, também barrado.
“Se o problema sou eu, eu saio, ela que é fã da Ana Carolina”, detalhou Marques sobre a conversa com o produtor de Fátima Bernardes. “Ela quer mostrar a tatuagem que fez. Ela queria mostrar para a Ana Carolina.”
____________________________________________________________________________
Fonte:terra