Citações de frases positivas que inspiram a superação rumo às conquistas são comuns a atletas.

Por isso é de se estranhar ao ver tatuado no braço esquerdo do suíço Stanislas Wawrinka, campeão do Aberto da Austrália ao bater Rafael Nadal neste domingo, a frase “Tenta. Fracassa. Não importa. Tenta outra vez”. Seu autor é o irlandês Samuel Beckett, um dos mais importantes escritores e dramaturgos da segunda metade do século XX, morto em 1989, e cuja obra retrata com humor negro a solidão e angústia humanas.

tênis tatuagem Wawrinka  (Foto: Agência Getty Images)

Até vencer o seu primeiro Grand Slam, Wawrinka, de 28 anos, havia levantado apenas cinco troféus em sua carreira. A medalha de ouro nas duplas, ao lado de Roger Federer, nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 havia sido seu título mais relevante. Coleciona uma série de 14 derrotas para Novak Djokovic, a quem bateu na semifinal do Aberto da Austrália, e 12 para Nadal, de quem não havia ganho um set sequer até a final em Melbourne. Ao dizer que nunca esperava vencer um Grand Slam, Wawrinka confirmou o complexo de inferioridade diante dos melhores do mundo, comprovado pela tatuagem.

que contra Roger, Rafa e Novak você sempre perde toda semana. Então, minha vida no tênis não é fácil. Quando você perde é duro seguir em frente, ter um pensamento positivo depois de uma derrota, falhar novamente em um torneio.

Desde que começou a ser treinado pelo ex-tenista Magnus Norman, em abril do ano passado, Wawrinka entrou no top 10 do ranking mundial. Mas não passava da oitava colocação. Embora do outro lado da quadra, na final em Melbourne, estivesse um Nadal limitado por problemas nas costas, o suíço acreditava que era chegada a sua hora:

– No fim, mesmo com Rafa machucado, acho que mereci este Grand Slam, porque eu venci o número 2 do mundo, Djokovic, e venci Rafa. Tive duas semanas maravilhosas. Joguei o melhor tênis da minha carreira. Nunca pensei em vencer um Grand Slam porque, para mim, eu não era bom o suficiente para vencer esses caras – disse o tenista, que se tornou o novo número 1 da Suíça.

Um dia após o título, Wawrinka foi às ruas de Melbourne com o troféu de campeão e tirou fotos à beira do rio Yarra, que atravessa a cidade-sede do Aberto da Austrália.

 Stanislas Wawrinka com o troféu do Aberto da Austrália (Foto: Getty Images)

 

——————————————————————————————————————————————–