Odessa Clay

Odessa Clay é uma mulher de 30 anos que morava na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e foi presa após tatuar a sua filha de somente 11 anos em setembro deste ano. A sua grande defesa é que a ideia de fazer um coração no ombro direito de sua filha veio da própria criança.

No caso do estado da Carolina do Norte,  é ilegal fazer tatuagens em menor de idade, mesmo com a permissão de um dos pais ou sendo acompanhado por eles. Por isso, a mãe foi acusada e presa pela polícia local. A autoridade que prendeu a mãe, o xerife Bill Sawyer Jr., questionou por que Odessa Clay não foi acusada por abuso infantil, já que marcou a filha de 11 anos para o resto da vida.

A mãe, cujo perfil no LinkedIn diz que ela é uma “consultora de beleza independente” na Mary Kay Cosmetics, ainda se defendeu insistindo que usou suas próprias ferramentas e anestesiou o braço de sua filha para evitar a dor. Ela acrescentou que não preencheu o contorno do coração. A pena máxima para Odessa Clay pode variar entre 60 dias de prisão e uma multa de US$ 1.000,00, de acordo com a explicação do promotor Scott Thomasdisse ao jornal The Huffington Post.

Agora a pergunta vai para você, leitor: você acha a pena muito leve para uma mãe que tatua seu próprio filho e acaba culpando a criança por querer uma tatuagem? Deixe seu comentário.

_________________________________________________________________________
Fonte:The Huffington