Tribos-tatuadas-da-Amazonia-1.jpg

Há três mil anos, deve ter havido mais tribos tatuadas vivendo nas florestas e campos da América do Sul do que em qualquer outro lugar do mundo. Alguns grupos se tatuavam com propósitos médicos ou para afastar os maus espíritos; outros, para mostrar o sucesso numa batalha ou para venerar ou imitar herois culturais do passado. No nosso país não foi diferente: havia tribos tatuadas na Amazônia e em outras regiões..

Havia algumas comunidades indígenas que acreditavam que tatuar desenhos em seus corpos podia fazer com que se aproximassem de guardiães espirituais. Enquanto isso, em outras se acreditava que suas marcas ancestrais transformavam as jovens em mulheres e os jovens em homens..

“Amazônia, insônia do mundo”
 (Roberto Carlos).

Na atualidade, no entanto, há menos de dez tribos que ainda praticam o ritual da tatuagem na América do Sul, entre eles, oa Matis, Matsés, Marubo, Karajá, Ikpeng e Kayabi. Grande parte desses grupos ainda vivem da caça, a pesca e a recoleção, tal como os indígenas que Cristovão Colombo encontrou quando pisou o nosso continente há mais de 500 anos.

Tribos-tatuadas-da-Amazonia-2.jpg

No caso da Amazônia, esse problema é conhecido no mundo inteiro e teve consequências muito graves. A alteração da paisagem, a introdução de doenças e epidemias como a Hepatite C, entre outros, têm sido fatores que levaram os “chefes” das tribos a reclamar pela volta das suas tradições, incluída a prática da tatuagem..

Tribos-tatuadas-da-Amazonia-3.jpg

A FUNAI (Fundação Nacional do Índio), a agência brasileira que procura ajudar a resolver os problemas dos indígenas e a preservar a cultura dos mesmos, há procurado manter o contato com esses povos com o objetivo de conservar o que resta da cultura das pessoas que habitam a Amazônia..

A história é realmente triste a as consequências do desmatamento da região podem ser fatais esperamos que isso se resolva o quanto antes e que as tribos tatuadas da Amazônia permaneçam junto com os seus costumes e tradições.

_________________________________________________________________________
Fonte:arte no corpo